A imagem que você passa está totalmente ligada à cor que você veste

Por Rosangela Sampaio

A relação entre emoções positivas, vitalidade e energia tem sido observada por séculos desde quando o corpo começou a ser estudado como instrumento para a realização da missão humana na Terra.

A maneira pela qual vivenciamos o nosso corpo e nossa consciência de sua função instrumental ajudam a desenvolver a nossa mente.

Da mesma forma, estados de bem-estar físico e psicológico são resultados práticos de tais experiências.

Nós conhecemos muito mais sentimentos do que cores. Por isso, cada cor pode produzir muitos efeitos diferentes e, às vezes, contraditórios.

Um mesmo tom de vermelho pode ser alegre ou depravado, impróprio ou grandioso, enquanto um mesmo verde pode parecer saudável, harmonioso ou tranquilizante. Um amarelo, radiante ou vexado etc.

As cores têm uma relação direta com nossas emoções, sentimentos e demonstram que não se combinam por acaso, já que as associações entre ambas não são apenas questões de gosto, mas sim vivências e experiências universais que estão profundamente enraizadas em nossa linguagem e em nosso pensamento.

As emoções influenciam nosso comportamento e, por meio dele, nos expressamos e agimos no mundo.

Por exemplo, quando dizemos que alguém está zangado, é porque deduzimos isso ao observar o seu comportamento.

Você já parou para pensar na importância da imagem que você passa?

Nós já sabemos como as cores podem influenciar o nosso humor e refletem até nossa personalidade.

Nesse momento de isolamento social se faz necessário olhar para dentro para observamos os nossos sentimentos e comportamentos.

Leia mais  Penélope Cruz estreia como madrinha na cerimônia de nomeação do Costa Smeralda, novo navio da Costa Cruzeiros movido a GNL

Muitas vezes nos arrumamos para sair e/ou arrumamos a nossa casa para recebermos visitas, porém, acabamos nos esquecendo do nosso próprio bem-estar e das pessoas que convivem com a gente.

Aproveite o tempo com você ou com sua família para evocar emoções positivas e estimular sua vitalidade. Pare um pouquinho para refletir!

Escolha uma emoção positiva (alegria, interesse, contentamento, amor, entre outros). Qual foi a última vez que você sentiu essa emoção? O que você estava fazendo? Se lembra da roupa, perfume, penteado e o lugar que você estava?

Então, reviva a experiência, se você não estava em casa, pense em possibilidades que possam evocar novamente essa emoção.

Qual foi a última vez que você sentiu um desejo imenso de brincar, explorar, saborear, se exercitar e realizou esse desejo? Como você se sentiu?

O que você poderia fazer agora para repetir essas experiências enquanto está em processo de isolamento social?

Seguem dicas de algumas ações que você pode realizar:

  • Acorde mais cedo;
  • Vista-se de quem você é (cores que você gosta, peças que você ama, seu perfume preferido);
  • Arrume sua casa, ela é seu santuário (coloque suas roupas de cama, panos de pratos, almofadas, aparelhos de jantar preferidos);
  • Volte a praticar um hobby que gosta e que parou por algum motivo;
  • Converse diariamente com familiares e amigos que estão longe;
  • Reserve um tempo para si mesmo.

 

Serviço: Rosangela Sampaio – Psicóloga, Coach de Carreira e Escritora – @rosangelasampaiooficial