Como usar os seus comportamentos para acelerar seus resultados Paulo Alvarenga (P.A.)

Você já ouviu aquela expressão: “fulano é um rolo compressor e passa como um trator por cima das pessoas”?

 

Eu tenho certeza que sim. E esse tipo de comportamento representa as preferências ou desafios comportamentais de várias pessoas.

 

Se você ainda não sabe o que são perfis comportamentais e como eles têm o poder de influenciar diretamente a sua vida e os seus resultados, precisa ler esse artigo!

 

Há mais de 15 anos eu trabalho com desenvolvimento humano, e depois de muita experiência, pude perceber que entender qual é o perfil comportamental de cada pessoa, esposa, chefe, marido, filho, colegas de trabalho, melhora em 100% as suas relações, e é o segredo para obter sucesso profissional e pessoal.

 

Eu sempre digo que nós não enxergamos os valores das pessoas, elas os demonstram através de suas atitudes e comportamentos e, isso, traça o nosso perfil comportamental.

 

Como então descobrir os nossos padrões comportamentais e o das pessoas com as quais nos relacionamos diariamente?

 

No meu trabalho utilizo a ferramenta DISC, criada pelo psicólogo William Moulton Marston, e é uma das ferramentas mais utilizadas em todo o mundo.

 

O conceito DISC nada tem a ver com avaliação de personalidade, ele busca entender como utilizar a compreensão dos comportamentos de cada pessoa para:

 

  • liderar com criatividade
  • entender suas emoções e as dos outros
  • os medos de cada perfil e como lidar com eles
  • potencializar seu poder de influência e inspiração
  • se conectar com as pessoas
  • vender melhor as suas ideias…

 

E, segundo a teoria DISC, existem 4 perfis comportamentais: Dominante, Influente, Segurança e Conformidade.

 

Perfil D | Dominante: você conhece alguém que tem muita iniciativa, adora ter status, é focado em resultados, metas, é direto e objetivo, que faz acontecer e está sempre no “front” das ações?

 

Essa é uma pessoa com perfil dominante, que ama desafios e se sente motivada por eles, mas, que tem grande dificuldade em ouvir os outros, de se colocar no lugar com empatia, se integrar, e pode ser o famoso rolo compressor. É aquela pessoa que na quarentena diz: “vamos ser produtivos, não estamos de férias!”.

 

Perfil I | Influente: esse é o perfil da maioria dos brasileiros, uma pesquisa realizada em fevereiro deste ano, mostrou que 32,5% da população tem esse perfil, que tem o foco em pessoas e sentimentos.

 

As pessoas com perfil influente geralmente são bem extrovertidas e carismáticas, se conectam rapidamente com os outros, são criativas, com uma energia invejável, criam um ambiente harmonioso e são agregadoras. O principal desafio desse perfil é o FOCO, falta consistência nos resultados e nem sempre terminam o que começam. Durante a crise é aquela pessoa que te diz: “não aguento mais conversar virtualmente, preciso encontrar meus amigos!”.

Leia mais  Soft skills por Paulo Alvarenga (P.A.)

 

Perfil S | Segurança: esse perfil, dentre os 4, é o que mais se relaciona com as pessoas num nível de profundidade, porque são muito introspectivos e bons ouvintes. Seu principal foco são as pessoas e eles precisam de segurança para obterem resultado.

 

Amam planejar, fazem apenas uma atividade por vez, mas terminam tudo o que começam com muita maestria. O maior desafio desse perfil está na dificuldade em sair da zona de conforto e dizer “não!”. Nesse período de isolamento, é o que vai dizer: “vamos aproveitar  esse tempo para planejar as ações futuras!”.

 

Perfil C | Conformidade: as pessoas que têm esse perfil, são aquelas focadas em processo, adoram criar regras para tudo, são sistemáticas, metódicas e possuem um pensamento mais estruturado.

 

Geralmente direcionam seu foco  para o detalhe, no “o quê, quando, porquê e de forma”. São muito perfeccionistas e seu maior desafio é pensar fora da caixa e arriscar. Nesse período, é bem provável que ela te diga: “espero que tudo flua de maneira organizada, precisamos de disciplina!”.

 

 

É importante que você saiba que nós temos os 4 perfis, porém um é mais predominante do que os outros quando demonstramos nossos comportamentos.

 

Se você se identificou com algum dos perfis e conseguiu ver neles suas atitudes e os das pessoas com as quais convive: a comportamento do chefe que você desaprova, porque os filhos agem de determinada forma, porque a esposa tem tal reação a um comportamento seu, posso te afirmar que conhecer o DISC com maior profundidade vai transformar suas vida e torná-las todas conscientes, potencializando suas relações e poder de influência sobre o outro.

 

Gosto de usar a seguinte analogia para que as pessoas percebam a relevância de entender os perfis comportamentais nas relações:

 

Se você viaja para um país no qual não conhece e nem fala o idioma, você precisa aprendê-lo para se comunicar com as pessoas, caso contrário não há comunicação. E com o perfil comportamental DISC é a mesma coisa.

 

Para entender um idioma novo, você precisa descobrir como ele funciona, e nas relações também acontecem assim. Entender como os seus comportamentos afetam o outro e vice-versa vai transformar sua vida e acelerar os seus resultados.

 

Eu ensino há mais de 15 anos como o perfil DISC pode realizar essas transformações, pessoal ou profissionalmente.

 

Quer saber mais? Continue acompanhando minha coluna semanal Atitude que te move aqui no canal da UOL ou acesse: www.mastersoul.com.br | @paulo_alvarenga

https://instagram.com/paulo_alvarenga?igshid=12hfr67g77l6v