Ioimbina: benefícios, usos e efeitos colaterais

Yohimbe, conhecida como Ioimbina, é um estimulante sexual (masculino) adquirido das cascas da árvore Pausinystalia yohimbe, originária da África.

Tem sido usada por homens, por milhares de anos na cultura africana, como um intensificador sexual, sendo usada frequentemente para tratar a disfunção erétil.

Mas também entre os fisiculturistas, tornou-se uma tendência para auxiliar na perda de gordura.

Mas não é só isso! A Ioimbina também possui outros benefícios com sua ação vasodilatadora.

Quer saber mais a respeito? Nós preparamos este artigo para que você conheça melhor os benefícios, uso e efeitos colaterais da Ioimbina. Confira:

O que é Ioimbina e como funciona?

Também chamada de cloridrato de yohimbina (hcl), Ioimbina é uma substância derivada da casca de Yohimbe, uma árvore verde da África.

A Ioimbina é de fato usada pela população africana como um poderoso afrodisíaco masculino.

Aumentando a testosterona, e atualmente ainda é comercializado para tratar disfunção erétil.

Os benefícios da yohimbina

1. Ioimbina ajuda você a perder peso

Yohimbina é um antagonista dos receptores alfa-2 adrenérgicos, ou seja, bloqueia o acúmulo de gordura.

Acredita-se que esses receptores retêm gordura em células teciduais adiposas.

É em parte por causa deles que desenvolvemos nossas pequenas protuberâncias e celulite.

Graças à Ioimbina, leva a um aumento na liberação de gordura de nossas células e, consequentemente, à perda de peso.

Estudos sobre o efeito da Ioimbina na perda de peso, relataram alguns resultados bastante promissores.

De fato, estudos iniciais mostram perda de peso graças à suplementação de Ioimbina, tanto em mulheres em situação de obesidade (desde que sigam uma dieta de baixa caloria de 1000 kcal/dia), quanto em atletas, em que os pesquisadores encontraram uma diminuição da massa gorda.

2. Ioimbina para tratar a disfunção erétil

O impacto da Ioimbina diante da disfunção erétil é comprovado, e sem resultados contraditórios.

Não vamos esquecer que são os efeitos afrodisíacos desta planta que têm pressionado os homens a se interessar por ela!

Esta substância é indicada para tratar a incapacidade de alcançar uma ereção suficiente ou manter uma ereção suficiente durante a relação sexual, com um processo agora conhecido e eficaz, diante de distúrbios leves a moderados.

Para melhorar a ereção, a Ioimbina causa aumento dos níveis de norepinefrina, um neurotransmissor “mensageiro” entre o cérebro e os órgãos, responsável pela saída do fluxo sanguíneo ao pênis.

Em outras palavras, bloqueia o receptor pré-sináptico alfa-2 que geralmente reduz o nível de norepinefrina, permitindo que o pênis receba sangue suficiente para manter sua ereção!

3. Ioimbina tem um efeito na pressão arterial

Como mencionamos acima, a Ioimbina bloqueia a atividade dos receptores alfa-2, o que leva a uma liberação de gorduras contidas em nossas células.

Mas além disso, tem um efeito vasodilatador.

O diâmetro dos vasos sanguíneos será aumentado, permitindo que o sangue circule mais livremente, ao mesmo tempo, levando a uma diminuição da pressão arterial.

Leia mais  Empreendedoras se unem para transformar vidas

4. Ioimbina ajuda a tratar sintomas de hipotensão ortostática

Sob este nome bárbaro esconde na realidade o sentimento de desconforto que pode nos sobrecarregar.

Especialmente quando nos levantamos de repente, e nos deparamos com a sensação de tontura e fraqueza.

A Ioimbina, ao aumentar a atividade do sistema nervoso, tem um efeito hipertensivo que neutraliza os sintomas da hipotensão ortostática, sendo um auxílio no seu tratamento.

Como tomar ioimbina?

É importante notar aqui que a suplementação de ioimbina é mais eficaz durante o jejum de curto prazo ou entre as refeições. É recomendado 1 cápsula 1x ao dia.

Se você tiver alguma dúvida ou confusão sobre a dosagem ideal de ioimbina, é sempre melhor conversar com seu médico, em vez de tomar as dosagens erradas de ioimbina.

Idealmente, a ioimbina é melhor administrada antes de cardio em jejum. A insulina atenua os efeitos da ioimbina nos receptores alfa-2.

Portanto, comer perto de usar a ioimbina não teria nenhum benefício e é sempre um bom ponto de jejuar por pelo menos 3-4 horas antes de fazer uso da ioimbina.

Em segundo lugar, a gordura deve ser queimada após o bloqueio dos receptores alfa-2.

Isso significa que o corpo deve estar realizando alguma forma de atividade e certamente não há melhor atividade do que cardio em jejum.

Quais são os efeitos colaterais da Ioimbina?

Em alguns casos, a Ioimbina pode causar efeitos colaterais em combinação com outros produtos, incluindo:

  • Aumento da frequência cardíaca: isso pode ocorrer nos casos em que é combinado com efedrina ou higenamine. Uma vez que isso não é recomendado em caso de uso simultâneo.
  • Pressão alta: Em caso de overdose, pode ocorrer aumento da pressão arterial, esse risco aumenta se combinado com certos produtos estimulantes.
  • Transtornos emocionais: A ansiedade é uma alteração que pode ocorrer ao consumir Ioimbina em pessoas predispostas à ansiedade.

Uma vez que o consumo deste produto começa, vale a pena levar em conta certos sintomas que podem aparecer devido a uma reação alérgica ou uma mudança no humor da pessoa que o consome.

Ioimbina e suas contraindicações

O consumo desta planta natural pode ser contraindicado em alguns casos, tais como:

  • Antes da doença cardíaca;
  • Presença de úlcera péptica;
  • Pessoas que sofrem de depressão;
  • Pessoas que sofrem de ansiedade;
  • Pacientes diabéticos;
  • Hipertensos;
  • Homens com próstata aumentada;
  • Doença hepática e renal;
  • Transtornos psiquiátricos como esquizofrenia;
  • Em mulheres grávidas ou lactante.

Nos casos em que essas alterações existem, recomenda-se evitar o consumo desse produto natural, especialmente se estiver sob tratamento de uma doença sistêmica, a fim de evitar qualquer interação com os medicamentos que controlam as doenças.

O ideal é consultar seu médico de confiança, pois cada pessoa reage a qualquer produto ou suplemento dietético, como a yohimbina.