Laura Neiva conta como foi sua decisão de se tornar mãe no canal Mundo de Júlia

A modelo, esposa do ator Chay Suede, bateu um papo com a apresentadora Júlia Pereira e contou sobre os desafios da maternidade

Nessa semana a modelo e apresentadora Júlia Pereira, mamãe da Suzanne (10 meses), convidou a atriz e também modelo, Laura Neiva, mãe da Maria, de 1 ano, e agora à espera de mais um baby com o seu marido, Chay Suede, para bater um papo no seu canal Mundo de Júlia. O tema foi maternidade e seus desafios, onde Laura conta sobre o desmame, a epilepsia durante a gravidez e sua esperança de ter parto normal com seu segundo filho.

O bate-papo com a Júlia, como sempre muito leve, teve o desabafo da modelo sobre não ter conseguido o parto normal na sua primeira gravidez, ela relata ter tido Mecônio e por indicação de seu obstetra era melhor fazer o parto cesariana naquele momento. “A cesárea veio para salvar vidas. A única coisa que eu acho, é que colocaram na cabeça das mulheres que elas não são capazes de parir, e eu acho isso uma pena muito grande, mulheres acreditando nisso e acreditando que a cesárea é melhor que o parto normal porque dói menos, o que não é verdade, porque parto normal não necessariamente significa sinônimo de dor” – disse Laura.

Leia mais  Empresário brasileiro, que vive nos Estados Unidos, acredita em uma forte retomada da economia americana

Em um outro momento, Júlia aborda o assunto sobre amamentação e o desmame de Maria, como foi a sensação e Laura respondeu: “A amamentação para mim, foi a coisa mais desafiadora que já passei na minha vida, o primeiro mês foi bem difícil mesmo, se eu não tivesse uma rede de apoio, uma consultora de amamentação, meu marido me dando força e minha mãe do meu lado, eu teria abandonado, porque é muito difícil amamentar. Só que a partir do momento que ficou bom, ficou muito bom. Como eu não tive o parto que eu gostaria de ter tido, eu não tive essa conexão com a maria que eu achei que ia ter, eu tive com a Maria dessa maneira!”. Laura diz que a vontade dela era fazer o desmame perto de sua segunda gravidez e foi o que realmente aconteceu, e que deu tudo certo, mas que ela sofreu mais que a Maria nessa fase.

A modelo também explica sobre ter epilepsia e que quando decidiu abordar esse assunto na sua rede social, se surpreendeu com a quantidade de seguidores que não sabiam que mulheres que tem epilepsia poderiam ser mães, e foi um sucesso ter desabafado sobre e ajudado outras mamães com o assunto.

Confira a entrevista na íntegra: https://www.youtube.com/watch?app=desktop&v=QDb6OaHtkWc