Líder: 3 erros para banir da sua gestão em 2021 Por Paulo Alvarenga

 

Não podemos falar de liderança em 2021 sem nos referimos a todas as transformações que vivemos em decorrência da pandemia.

 

O surto do coronavírus foi muito mais do que um tempo de mudanças obrigatórias, ele exigiu que empresas e organizações se reinventassem, assim como as lideranças.

 

Até porque, lidar com o desconhecido forçou mudanças que talvez o Brasil demorasse anos para acompanhar, exigindo muito jogo de cintura.

 

Empresas de pequeno ou grande porte precisaram sair da zona de conforto, pois mudar deixava de ser opção e passava a ser necessidade.

 

O novo normal trouxe consigo novos modelos de liderança para 2021, mas, isso é tema para o próximo artigo.

 

Hoje, quero falar com você que me acompanha aqui na UOL e exerce algum papel de liderança, sobre os principais erros que você deve banir da sua gestão em 2021.

 

Independente se você exerce uma liderança inspiradora e, por mais consciente que seja como líder, preste bastante atenção no artigo de hoje.

 

Errar é inevitável. Em algum momento você cometerá um erro, afinal, umas das grandes características de uma liderança inspiradora é a gestão humanizada.

 

Ainda mais levando em conta todo o estresse, pressão e as inúmeras responsabilidades dos cargos de gestão.

 

O mais importante é não fazer dos erros, hábitos.

 

No artigo de hoje, reuni o que foi os erros mais comuns da liderança em 2020 e, com base na minha experiência como líder há mais de 20 anos, destaquei o que você deve fazer para evitá-los:

 

 

1. Não saber gerenciar mudanças

O ano de 2020 nos mostrou a real necessidade de saber gerenciar mudanças, pois elas aconteceram a todo momento.

 

Se uma mudança for necessária, sempre explique o porquê aos seus liderados. Mudar o objetivo de uma tarefa, uma expectativa sobre o desempenho de alguém, etc, sem comunicar a quem diretamente desempenha tal função pode ser desastroso.

 

Mudança significa novos hábitos. Quando você muda o que o outro faz, sem nenhuma explicação, certamente ele irá demonstrar mais resistência.

 

Sempre dê aos seus colaboradores a oportunidade de fazer questionamentos e fornecer respostas honestas em troca, isso trará maior conexão com seu time.

 

 

2. Negligenciar o emocional da sua equipe

 

Leia mais  Você sabia que a ansiedade está entre os transtornos mais comuns na adolescência?

Tivemos a chance de perceber em 2020 qual foi aimportância da saúde mental para empresas e colaboradores.

 

A liderança existe para inspirar as pessoas à sua volta e, claro, buscando sempre os resultados Quando uma liderança não foca em pessoas e somente em resultados, constrói aquilo que chamo de ambiente psicologicamente tóxico.

 

Pessoas não gostam quando são tratadas de forma mecânica, como números.

 

Por isso,  líderes que ignoram  as emoções geradas por fatores negativos, como a pandemia gerou por exemplo, acabam reduzindo e muito o engajamento de seus colaboradores.

 

Sem contar as altas taxas de absenteísmo geradas por doenças mentais em decorrência do trabalho, como depressão, burnout, síndrome do pânico, etc.

 

 

3. Negligenciar pequenas conquistas

 

Fazer com que o seu time se sinta valorizado é essencial para o sucesso de uma equipe.

 

Ficar muito tempo sem reconhecer o trabalho de seus colaboradores, é uma ótima maneira de fazer as pessoas se questionarem se devem ou não fazer parte da equipe ou da empresa.

 

Sem contar que pode surgir falta de comprometimento.

 

Não podemos deixar de citar que durante a pandemia, muitos esforços foram feitos pelos funcionários para que empresas sobrevivessem à crise e, pode ter certeza, em muitas delas, para muitos líderes, esses funcionários não fizeram mais do que a obrigação.

 

Muitos se sentiram pressionados a manter o emprego e se sujeitaram a qualquer coisa, sem reconhecimento por desempenharem mais de uma função, acumuladas pelo alto número de demissão, assim como a sobrecarga de trabalho.

 

Um bom líder sempre irá incentivar no sucesso de sua equipe.

 

E aí, conseguiu perceber algum desses comportamentos e atitudes em sua liderança ou organização?

 

Para ter acesso a mais conteúdos como esses, continueacompanhando minha coluna semanal aqui na UOL.

 

E se você quer dar um passo a mais como líder e transformar sua Gestão em uma Liderança Inspiradora, faça parte da próxima turma de Inteligência Emocional que acontece nos dias 05, 06 e 07 de fevereiro e desenvolva as Habilidades mais competitivas do mercado.

 

Acesse e saiba mais para garantir sua vaga: http://bit.ly/FormaçãoInteligênciaEmocional

 

 

 

 

Um abraço e até logo, 

 

Paulo Alvarenga (P.A.)

CEO & Founder da Mastersoul