Luna expõe pela 1ª vez que quase se aposentou das ondas gigantes e afirma que “muito em breve” voltará à Nazaré

Durante live, o paulista Marcelo Luna anuncia o seu retorno ao surfe de ondas gigantes depois de se recuperar da lesão na coluna cervical que quase o tirou do esporte de alto rendimento. A apresentação online aconteceu no perfil do atleta, na última quinta-feira (27/8), e contou com a participação de Xavier Iglesias, CEO da WIEMSpro Brasil, marca de origem espanhola focada em soluções em eletroestimulação muscular de corpo inteiro que além de patrocinar o Luna tem feito toda a diferença em seu processo de reabilitação.
No bate-papo, o atleta nascido em São Bernardo do Campo, ABC Paulista, falou abertamente pela primeira vez sobre o acidente de snowboard que sofreu nos Alpes suíços, em fevereiro de 2019, e as dificuldades enfrentadas a partir desta queda, inclusive a perda de patrocínios, entre outros assuntos relacionados a este período em sua carreira profissional. “Mal conseguia mexer o lado esquerdo do corpo por cerca de seis meses. Perdi os movimentos e a força do lado esquerdo. Comecei a passar mal e até desmaiei dentro d’água. Também tive diversos picos de depressão e cheguei a preparar uma nota à imprensa para anunciar a minha aposentadoria como atleta, em janeiro deste ano. É um milagre eu estar em pé.”, diz Marcelo Luna.
Felizmente, ao ter contato com a EMS, eletroestimulação muscular de corpo inteiro, Luna voltou a se sentir confiante e se preparar para seguir em busca das maiores ondas do mundo . “Conheci a WIEMSpro Brasil por meio do Nathan (Krichinak), meu preparador físico há mais de cinco anos, que me chamou para fazer um treino com eletroestimulação (muscular de corpo inteiro) na marca que eu estou trabalhando.”, explicou o atleta de 35 anos. “A WIEMSpro é uma marca que está totalmente relacionada com o esporte. Isso é lá fora (no exterior) e, aqui no Brasil, não vai ser diferente. A ideia é estar perto do esporte com atletas como você (se referindo a Luna) que são os protagonistas e a nossa missão é facilitar e oferecer toda a estrutura, equipamentos e equipes de treinadores e técnicos. O espírito da WIEMSpro é o espírito do esporte.”, esclarece o catalão Xavier Iglesias que completa: “No seu caso (se referendo a Luna) é mais marcante porque você tem que estar se preparando durante o ano para um dia. E isso é algo bem difícil. Você tem os seus treinadores, um deles é o Nathan, a equipe que cuida da sua fisioterapia, mas aqui na casa da WIEMSpro Brasil está tudo à sua disposição.”
Sobre a importância da eletroestimulação muscular de corpo inteiro em seus treinos de reabilitação, o esportista explica: “A EMS entrou num momento crucial da minha carreira. Pois é o período de treino mais pesado, pois estou treinando cerca de cinco a sete horas por dia, todos os dias. Então, se não fosse a EMS, a coluna cervical não aguentaria e eu não teria me recuperado, pois não conseguiria atingir a massa muscular que meu corpo precisava para continuar treinando. Isso foi possível porque com a EMS para treinar os preparadores conseguiram eliminar a carga (levantamento peso) para eu ganhar massa muscular”. Xavier Iglesias aproveita para complementar: “Uma das grandes características da EMS é trabalhar a musculatura, seja qual for a fibra muscular, sem a carga articular. Por isso a EMS é muito recomendada para pessoas mais idosas que precisam tonificar ou até criar uma nova fibra muscular devido ao desgaste físico ao longo da vida.”

Leia mais  Escola de Música Vem Ganhando Espaço No Mercado Por Adotar Serviço Itinerante

Motivação para voltar
De acordo com Luna, a maior força para acreditar em si mesmo e retornar a fazer o que mais ama, encarar ondas acima dos 20 metros, vem dos seus seguidores e admiradores, sendo mais de 56 mil no Instagram. “Na verdade, as pessoas que me seguem não são pelas ondas gigantes que eu pego, mas por ajudar no resgate durante a enchente (Luna ajudou no resgate de famílias durante alagamento em SBC, em março de 2019), por dar palestras na favela do Heliópolis (São Paulo) e em escolas públicas para falar sobre drogas. E tem muitas crianças que me seguem após me ouvirem nas palestras e que me mandam mensagem. Então, quando eu anunciei minha volta ao surfe de ondas gigantes, choveu de mensagens positivas e de incentivo. E tem muita gente que não sabia do meu acidente e que quase me aposentei”, revelou o atleta. Em pergunta sobre quando voltará a surfar as ondas gigantes de Nazaré, no litoral de Portugal, Marcelo Luna responde categoricamente: “Muito em breve”.
Para conferir a live de quase uma hora que teve mais de 777 visualizações em seu canal do IGVT até o fechamento desta matéria, acesse: https://www.instagram.com/tv/CEaRPeGnLLU/

 

https://youtu.be/wN9551v5_p4

 

 Marcelo_Luna_Nazare_Portugal_Ondas_Grandes Foto: Lars Baron

Marcelo_Luna_Nazare_Portugal_Ondas_Grandes
Foto: Lars Baron

Marcelo_Luna_Prancha_na_Praia
Foto Damon Michellepis