Mercado de eventos no Brasil em 2022

Todos sabem que desde de 2020 o mercado de eventos, despencou devido a chegada do COVID 19 no Brasil.

Mas especialista e profissionais da área preveem uma retomada positiva em 2022

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Produtores de Eventos (Abrape), em parceria com Ambev e Provokers, oito em cada dez brasileiros tinham interesse em frequentar eventos presenciais já em outubro de 2021

Cerimonialistas e assessores de eventos estão apreensivos pois o presidente da Abrape projeta que 2022 será de retomada de 100% da programação, o que pode representar 440 mil eventos dentro de um ano, uma pesquisa publicada em Agosto de 2021 pela MeEventos – startup do setor revelou alguns dados importante sobre a retomada do setor eles apontam que de acordo com a associação Brasileira de eventos ( Abrasfesta) 40% dos noivos reagendaram para cerimônias para esse ano.

Mercado de eventos no Brasil em 2022
Mercado de eventos no Brasil em 2022

Tatielli Pereira de Castro, especialista em cerimônias diz que o setor vive um boom.

Leia mais  Conheça Thalles Gomes o fotógrafo carioca que é sucesso com os famosos nos Estados Unidos

Eventos cancelado em 2020, foram transferidos para o segundo semestre deste ano, período que já tinha eventos agendados.

A especialista Tatielle afirma que os bons fornecedores já não possuem mais datas disponíveis e acredita que 2022 é um ano de recuperação com a realização de eventos transferidos de 2020 e 2021 e com a recuperação total do setor em 2023.

Para 2022, a Associação de Cartórios já sinaliza um aumento de 47% nos pedidos de formalização da união civil. Esse aumento está diretamente ligado ao arrefecimento da pandemia, principalmente em razão da adesão massiva à vacinação. Isso também significa que o mercado matrimonial crescerá como um todo, o que promoverá uma recuperação econômica significativa, de acordo com a “The Knot WorldWide”: R$ 40 bilhões é a lucratividade projetada. Sendo assim, a procura por serviços de assessoria e cerimonial deverá chegar a patamares semelhantes aos observados no período pré-pandemia.