Os reis do jeans estão de volta

 

Gustavo Tait, o novo CMO do Grupo Opnnus Jeans balançou o mercado da moda essa semana com a apresentação do seu novo plano de marketing 2020

Indispensável e coringa no guarda-roupa de qualquer pessoa, independentemente do estilo e do look que cada um irá compor, o jeans já traz um caso de amor antigo com os brasileiros: aproximadamente 135 anos de história. Porém, grandes marcas do segmento da confecção de jeans do país sofreram, desde 2016, uma forte crise com a entrada das grandes magazines e as produções com base no mercado asiático. E com o Grupo Oppnus, que até 2015 vivia o auge do mercado brasileiro na área, não foi diferente. Nessa época, a empresa movimentava mais de 10 mil empregos e chegou a faturar montantes acima de R$ 1 bilhão, cortando mais de 1,5 milhões de peças ao mês no seu tempo de “reinado”.

Depois da crise e se vendo diante da necessidade de mudanças para se adaptar à nova realidade, o Grupo vem passando por uma grande reestruturação para sobreviver a esse novo modelo de mercado. Assim, a produção – que já foi destinado a grandes marcas terceiras – hoje é voltada exclusivamente para as suas 9 marcas: Oppnus, Empório, Caccau, AllDenin, BlueDenin, Redplay, Instinto , República Mix e Oppnus Jeans.

Leia mais  “O ministro chegou ontem, quis sentar na janelinha e sentou”, dispara Boris Casoy sobre novo Ministro

O retorno de um gigante da moda de forma inesperada, o mercado da moda foi sacudido com o anúncio do plano estratégico do Grupo para 2020 contendo novidades que pretendem colocar a empresa no topo do mercado de jeans novamente.

“O mercado da moda se transformou e nós chegamos para acompanhar esse movimento. Tecnologia, sustentabilidade e humanização, esses são os pilares que apostamos para nos colocar novamente no topo do mercado internacional de jeans”, afirma Gustavo Tait, o novo CMO do Grupo Opnnus Jeans.

Com contratações de peso para a alta liderança da empresa, o grupo apresentou o seu novo time de gestores que irão carregar essa grande missão. Agora, é esperar para vermos as novidades e o que a marca prepara para fazer com que 2020 seja o ano em que retomará a coroa do universo jeans.