“Ozonioterapia para desinfecção de ambientes em tempos de pandemia”

Escrito por Ana Paula Quinteiro e Nicole Barbosa Bettiol

Muitas empresas de vários setores buscam soluções para ajudar no combate à proliferação do corona vírus que tem afetado o mundo todo.

O ozônio é um aliado no combate dos microorganismos tanto no ar, quanto em superfícies de ambientes tais como veículos, quartos de hotéis, salas de espera, leitos de hospitais, residências, entre outros locais similares. Também atuam eliminando odores, tratam águas poluídas, reduzindo agrotóxicos de alimentos e até mesmo evitam perdas de produções agropecuárias.

O ozônio tem um alto poder germicida em: organismos patogênicos, como bactérias, protozoários e vírus.

“A aplicação em ambientes é simples e ocorre por meio de um equipamento chamado Gerador de Ozônio com tecnologia de plasma frio, o qual é compacto, de uso simples e intuitivo“.

Segundo publicação do jornal Japan Times , pesquisadores da Fujita Health University, em Toyoake, Japão, afirmaram que o gás ozônio em concentrações de 0,05 a 0,1 ppm, que são níveis considerados inofensivos para os humanos, pode neutralizar o vírus da Covid-19 no uso em ambientes. O experimento japonês usou um gerador de ozônio em uma câmara selada com amostras do Coronavírus. A potência viral diminuiu em mais de 90%, quando o vírus foi submetido a níveis baixos do gás por cerca de 10h.

O ozônio (O3) é um gás natural formado a partir do oxigênio do ar (O2) mais descargas elétricas, através de gerador especifico.
O ozônio pode ser muito útil de duas formas, já se sabe: no ambiente ou nas superfícies, inativando os vírus (lembrando que o uso no ambiente não é ozônio medicinal, e pode ser feito na forma de gás e água) e do ponto de vista terapêutico sistêmico, auxiliando na defesa do organismo, melhorando as condições imunológicas.

Leia mais  Com dicas de lazer de São Paulo, Sampa Dicas é o maior canal de comunicação do segmento da cidade

Devido ao seu alto poder oxidante, o ozônio, é capaz de destruir quimicamente a parede de proteção de micro-organismos e organelas vitais para sua vida, conduzindo à sua inativação.

Prudência e ética devem estar presentes sempre durante sua utilização, há protocolos sérios quanto a dosagem, concentração, tempo para uso desses geradores, tudo para evitar que o empirismo seja utilizado neste momento crítico.

A hipótese da eficácia do ozônio contra o corona vírus é baseada no conhecimento de como o ozônio funciona contra infecções virais semelhantes.

Antes de você adquirir qualquer produto , não esqueça de verificar se tem Anvisa. São poucos geradores aprovados e licenciados aqui no Brasil tem que ter Anvisa (todos os geradores de ozônio com oxigênio medicinal para realizar a ozonioterapia sistêmica tem a Certificação Anvisa)

Currículo da Nicole

Nicole Bettiol
Crosp 119592

Mestranda e graduada (FORP USP)
Especialista em harmonização orofacial (CFO/FACSETE)
Integrante da equipe do Instituto Levy Nunes
Coordenadora clínica e professora da especialização de harmonização orofacial APCD/RP