Participação da mulher em TI cresce 11% em 10 anos no Brasil

Paranaense destaca jornada da mulher no setor de TI no Futurecom 2019, que acontece em São Paulo de 28 a 31 de Outubro.

A participação da mulher em atividades relativas à prestação de Serviços de TI, no Brasil, cresceu 11% entre os anos de 2007 e de 2017, destacou um estudo realizada pela Assespro-PR e o Departamento de Economia da Universidade Federal do Paraná.

Os vínculos de emprego entre o público feminino passou de cerca de 97 mil para 107 mil no período. Contudo, a evolução apresentou um ritmo três vezes inferior ao do Total da Economia no qual a evolução dos postos de trabalho ocupados por mulheres foi de 33%. (TABELA 01 e 02)

Segundo o levantamento, isso acontece porque a maioria das mulheres tendem a escolher a área de humanas. A comparação, em âmbito nacional, da participação feminina em Serviços de TI, com outras atividades profissionais, revela que as Ciências Exatas concentram a maioria dos empregados do gênero masculino. No caso das Engenharias, a proporção de gênero feminino é de 18% para 82% do masculino. Em TI, esta proporção fica em 80% (homens) e 20% (mulheres). Já em Medicina a participação feminina é mais equilibrada (46%), enquanto que em atividades das Ciências Sociais Aplicadas (Direito e Economia, Administração e Contábeis) há um predomínio do gênero feminino no pessoal ocupado, 52% e 51%, respectivamente. (TABELA 03)

Estes insights, o avanço das mulheres no setor e as oportunidades de mercado abertas a elas em empresas de TI estarão entre os assuntos abordados em uma palestra durante o Futurecom 2019, considerado o maior evento de Transformação Digital da América Latina. Na edição passada, o evento reuniu 29 mil pessoas de 40 países, entre eles palestrantes internacionais considerados como os principais tomadores de decisão do setor.

Quem explanará sobre o tema será a palestrante Ana Lucia Bittencourt Starepravo, diretora adjunta de Mulheres na Tecnologia da Assespro-PR.

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”: pensamento de autoria de Fernando Pessoa citado por Ana Lúcia e que, segundo ela, traduz o fato de que as mulheres não precisam mais focar em áreas saturadas. “O setor de TI possui muitas oportunidades, está em crescimento e inclusive com muitas vagas de emprego em aberto”.

Ana é empreendedora, fundadora da Genialnet – empresa especializada em tecnologias para o segmento de refeições coletivas e alimentação escolar e que atende mais de 200 clientes em todo o Brasil. Além disso, participa do MEX Brasil – Mulheres Executivas, importante espaço criado em 2005 que busca propiciar o fortalecimento das mulheres no ambiente corporativo. 

Leia mais  Camilla Martins se torna referência no mercado de treinamento corporativo

Ela também possui uma história de vida marcada por muitas mudanças. Da carreira de modelo, foi para a Matemática, e depois para Propaganda e Marketing. Posteriormente, trabalhou na setor de hotelaria até ir para a área de tecnologia e fundar a sua empresa.

“Aprender com o passado, mas sempre lembrar que não podemos mudá-lo. A vida, se faz daqui para a frente”, diz Ana, citando os versos de Fernando Pessoa. Segundo ela, este lema serve para as mulheres que querem ingressar no setor de tecnologia. 

“As mulheres tem que tentar coisas novas, e o setor de TI tem muitas oportunidades para elas. Cito também outra frase que traduz bem como as mulheres podem inovar e que diz: Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”, afirma Ana Lúcia.

A palestra “Um olhar sobre as mulheres no Mercado de Tecnologia” está agendada para dia 31 de outubro (quinta-feira) no São Paulo Expo, às 12h00.

SERVIÇO:

Futurecom – 28 a 31 de Outubro no São Paulo Expo

Palestra: “Um olhar sobre as mulheres no Mercado de Tecnologia”, com Ana Lúcia Bittencourt Starepravo. 

Data: 31/10, quinta-feira, às 12h00

Ingressos para o Futurecom no link: https://www.futurecom.com.br/en/tickets.html


Sobre o Futurecom: 
Este é considerado o maior e mais importante evento de tecnologia, telecomunicação e transformação digital da América Latina. Em 2019, o Futurecom chega à 21ª edição, que acontece de 28 a 31 de outubro, no São Paulo Expo. Lançado em 1998, na cidade de Foz do Iguaçu, o Futurecom foi transferido para Florianópolis posteriormente, onde ocorreu entre 2001 e 2007. A partir de sua décima edição, passou a ser realizado em São Paulo, com duas edições no Rio de Janeiro em 2012 e 2013. No ano passado, o Futurecom contou com a participação de 300 marcas expositoras,  totalizando mais de 29 mil visitantes.

Sobre a Assespro-PR: A Assespro-Paraná é uma entidade sem fins lucrativos criada para representar de forma empreendedora e política as empresas privadas nacionais produtoras e desenvolvedoras de softwares, serviços de tecnologia da informação, telecomunicações, internet e inovação. Representa centenas de empresas e instituições no Paraná, exercendo forte papel de articulação entre os setores público e privado nas esferas federal, estadual e municipal de forma a contribuir para o aumento da competitividade do setor, bem como atuação para intensificar as relações com o mercado, fomentando a transformação digital no Paraná e no Brasil.