Se responsabilize pelo seu sucesso e insucesso A lei do ⅓

Você já parou para pensar porque é que nós somos mais críticos e severos com as outras pessoas e somos mais complacentes conosco?

 

No artigo de hoje, vou trazer um assunto muito interessante quando se fala em sucesso: culpa versus responsabilidade.

 

O objetivo deste artigo não é trazer nenhuma receita milagrosa ou mágica, e sim sobre como o autoconhecimento potencializa seu sucesso, e também como a falta dele provoca o efeito contrário.

 

A primeira provocação que eu quero fazer a você é te convidar a pensar em todas as reflexões à partir de agora, sem pensar na palavra culpa.

 

Porque quando a gente busca só o que está certo, ou, só o que está errado, querendo culpabilizar o outro, a gente perde a grande oportunidade de se conectar, de aprender e mudar alguns comportamentos que nos impedem de crescer.

 

Eu sempre disse às pessoas, durante esses 20 anos atuando como especialista em performance humana, que a gente só muda aquilo que existe e, para existir, é importante que a gente tenha consciência sobre o impacto dos nossos comportamentos nas relações, no ambiente, nos outros e em nós mesmos.

 

E para você entender tudo isso vou lhe explicar usando a Lei do 1/3.

 

1/3 das coisas que acontecem com você (lembre-se do nosso acordo, não reflita sobre culpa), é responsabilidade sua. Se você deixou de fazer algo e isso apresentou o resultado que tem, é sua a responsabilidade.

 

Se você estudou, se preparou, focou, investiu mais tempo, qual é a consequência disso? Você certamente vai desenvolver uma nova competência, vai ter mais oportunidades profissionais, financeiras e nas suas relações.

 

Agora, se você não fez nada disso, não estudou, não se preparou, não se esforçou, qual é a consequência? Provavelmente não terá novas oportunidades, não vai ganhar mais dinheiro, vai perder algumas possibilidades e pode até perder aquilo que já tem.

 

Quantas pessoas você conhece que jogam para o outro ou o ambiente o fato de não conquistarem a promoção que desejam, por exemplo, ou das chances que sempre batem à porta do outro e nunca à sua, aquela velha historinha de que a grama do vizinho é sempre mais bonita. E por que será?

Leia mais  Descubra qual é o segredo para mudar a mentalidade de procrastinador

 

Um estudo recente mostrou que 47% das pessoas não têm feito nada para enfrentarem a crise e buscarem condições melhores e equilíbrio, ou seja, não se sentem responsáveis pelo próprio sucesso.

 

E aí a reflexão que eu deixo para você é: você merece tudo o que está acontecendo em sua vida? 

 

A gente merece tudo aquilo em que contribuímos para o resultado. E talvez você pense: “Ah P.A., então eu mereço ficar doente ou sofrer um acidente?”. Claro que não! Mas você é responsável por todo resultado que tem na sua vida em razão direta ou proporcional.

 

Agora, vamos colocar o foco em diferente 1/3: o outro.

 

1/3 das coisas que acontecem na sua vida podem ser consequências ou em função do outro: seu marido, esposa, chefe, líder, colega, filho…

 

Reflita: você tem controle sobre o outro? Não!

 

A única coisa que podemos fazer em relação ao outro é influenciá-lo e, só consegue influenciar quem tem maior flexibilidade, porque quando você não é flexível, você quer controlar e isso afeta e desgasta as relações.

 

E o último 1/3: o ambiente.

 

Responda a si mesmo: você tem controle sobre o presidente, o governo, sua empresa? Também não. Você só tem controle sobre sua vida e sobre os seus comportamentos.

 

Por isso, minha última provocação a você é: transforme os 3/3 em EU! Assuma toda a responsabilidade do sucesso e insucesso que obtém na sua vida.

 

Se você investir tempo estudando, você vai desenvolver novas habilidades e competências, se você tratar seu filho com amor, ele vai crescer conectado a você, se investir tempo buscando autoconhecimento, vai descobrir exatamente onde focar e trabalhar para se desenvolver.

 

Quanto mais nos responsabilizamos pelos nossos resultados mais nos tornamos felizes e próximos de viver uma vida plena e realizada.

 

Quer saber mais sobre o poder do autoconhecimento e como usá-lo a seu favor para ser protagonista da sua vida? Continue acompanhando minha coluna semanal Atitude que te move ou acesse: www.mastersoul.com.br | @paulo_alvarenga