Segurança Psicológica: a importância de sensibilizar e engajar líderes por Paulo Alvarenga (P.A.)

Você já se perguntou por que algumas equipes trilham o caminho da alta performance enquanto outras não conseguem gerar resultados?

Numa pesquisa realizada pelo Google para identificar os padrões de sucesso de suas equipes, o fator Segurança Psicológica foi considerado o mais importante.

Ou seja, em termos de gestão e produtividade, a segurança psicológica é o alicerce para desenvolver equipes de alta performance.

Mas, o que fazer diante de um cenário em que a busca pela sobrevivência dos negócios começaram a disseminar culturas tóxicas? Onde, por exemplo, a pressão para atingir metas e colher resultados virou norma, não importa a que custo?

No artigo de hoje falaremos portanto sobre a importância de sensibilizar e engajar líderes para criarem uma cultura de segurança psicológica em sua organização.

O medo impede que colaboradores compartilhem suas ideias, falem o que pensam, sejam honestos e, principalmente, sintam confiança para serem suas melhores versões.

Na ausência de segurança, as pessoas começam a agir baseadas em seus instintos de sobrevivência para se protegerem e, nesse cenário ninguém se importa com desempenho.

Sem contar que, empresas que não garantem um ambiente seguro, são responsáveis pelo alto número de absenteísmo causados por transtornos mentais como ansiedade, depressão, burnout, síndrome do pânico e, em casos mais extremos, o suicídio.

Há mais de vinte anos trabalhando como especialista em segurança psicológica, pude notar por meio de vários estudos da Neurociência, que há uma relação direta entre elas.

A sensação de insegurança gerada por ambientes hostis e tóxicos enche o nosso corpo com o hormônio do estresse que, por sua vez, interfere no funcionamento de uma região do nosso cérebro chamada córtex pré-frontal, responsável pela nossa atenção e raciocínio.

Assim, por mais focados e produtivos os colaboradores da sua equipe sejam, quando se sentirem inseguros, menos eficientes e mais distantes de atingir a alta performance eles estarão.

Por que a segurança psicológica gera ótimos resultados?

Hoje existem muitas empresas preocupadas em criar ambientes mais saudáveis para os seus colaboradores, porque elas já perceberam que isso reflete diretamente em bons indicadores para os negócios.

Na pesquisa realizada pelo Google para avaliar os padrões de sucesso de suas equipes, registrou-se uma relação direta entre segurança psicológica e resultados financeiros: as equipes psicologicamente inseguras não atingiam suas metas em menos 19%, já as que trabalhavam em um ambiente seguro excediam em 17%.

Leia mais  Suas competências sócio-emocionais estão ultrapassadas? Paulo Alvarenga (P.A.)

Um outros estudo apresentado pela Said Business School da Universidade de Oxford, em outubro de 2019, mostrou que profissionais que se sentem num ambiente seguro trabalham mais rapidamente, não fazem hora extra e são 13% mais produtivos do que insatisfeitos.

E ainda, segundo a consultoria Gallup, pessoas submetidas a um alto nível de estresse tiveram absenteísmo 37% maior e apresentaram 60% mais erros ou problemas em suas entregas.

Diversos estudos já comprovaram uma relação direta entre segurança psicológica e maiores índices de engajamento, bem-estar, criatividade, retenção de talentos, o que, consequentemente, gera maior desempenho.

Organizações com baixo engajamento dos profissionais apresentaram uma produtividade 18% menor e 16% menos lucratividade quando comparadas às empresas altamente engajadas.

Portanto, se este já era um problema que afetava empresas e organizações antes do cenário que vivemos hoje, agora é ainda mais importante entender que a segurança psicológica é o alicerce para gerar resultados.

Por isso faz-se tão necessário engajar e sensibilizar líderes, gestores e profissionais de RH para que estes construam uma cultura de segurança psicológica em suas empresas e organizações.

Já que, está mais do que comprovado que empresa saudável é sinônimo de bons indicadores aos negócios.

E o que caracteriza um ambiente psicologicamente seguro ou inseguro?

São muitos os fatores que contribuem para um ambiente saudável. Mas, existem alguns pontos bem relevantes e que são prioridades na promoção da segurança psicológica: confiança, cuidado e comunicação.

  • Confiança“Eu confio nas pessoas com as quais eu trabalho?”
  • Cuidado “Eles se importam comigo?”
  • Comunicação“Eu falo e sou ouvido?”

Para a Dra. Amy Edmondson, professora de Harvard, segurança psicológica é “um clima em que as pessoas se sentem confortáveis sendo o que elas são e expressando-se de forma livre”.

Quando o ambiente organizacional é envolvido por pouca segurança psicológica, podemos notar:

  • Maior resistência para implementar mudanças
  • Baixa flexibilidade
  • Sobrecarga  sobre as pessoas que ainda estão engajadas
  • Demora na tomada de decisão
  • Tendência a pouca cooperação (uma vez que as pessoas estão em busca de sua própria sobrevivência)

Quer diminuir o risco à saúde mental de seus colaboradores, a porcentagem de absenteísmo de sua empresa e aumentar a lucratividade?

Conheça o curso Matriz das Emoções acessando: http://bit.ly/MatrizdasEmocoes e comece agora mesmo a transformar sua realidade.

Um abraço,

Paulo Alvarenga (P.A.)

CEO & Founder da Mastersoul