Tudo o que você precisa saber em mídias sociais para sua empresa

(Por Clécio Ribeiro)

Questionar o poder das mídias sociais na sociedade é questionar a importância da luz solar na Terra. Não é mais um desejo, mas uma necessidade.

Imagine como seria a vida sem plataformas que permitissem conectar pessoas de todo o mundo. Imagine ter que pagar centenas, se não milhares, em contas de telefone apenas para falar com quem ama.

Imagine ter que enviar por e-mail todas as fotos de um álbum inteiro para que os amigos possam ver o que você está fazendo. Seria um bull#$%&.

Felizmente, com o surgimento das redes on-line, conversar com quem se esta afim, interagir com amigos, aprender sobre as atualizações mais recentes e conectar-se ao atendimento ao cliente é tão fácil quanto o clique de um botão.

Desde janeiro de 2018 há 4,02 bilhões de usuários de internet em todo o mundo – que é 53% da população total do mundo.

Usuários de mídia social ativa compõem 3,2 bilhões ou 42% da população.

Esses números por si só provam que a mídia social está aqui para ficar, se não crescer ainda mais.

A internet e o marketing

Com tal crescimento, seu significado para a sociedade não pode ser ignorado – especialmente no mundo do marketing.

O alcance e a influência das mídias sociais são um tesouro nos setores de negócios e comércio, onde a necessidade de envolver e comunicar o mercado é de alta prioridade.

Com a morte lenta da mídia impressa e do rádio (que sou grato), a mídia social assumiu como um dos principais canais de marketing e publicidade.

“Mas as mídias sociais podem realmente fazer algum bem para o meu negócio?”.

Se você ainda está fazendo essa pergunta, você veio ao lugar certo.

Para ajudá-lo a entender o imenso poder que a mídia social tem no mundo do comércio, aqui estão alguns fatos e números importantes.

Efeitos das mídias sociais na presença da marca

De acordo com o digital da “We Are Social 2018, Global Overview”, o Facebook é o segundo site mais visitado do mundo, seguido pelo YouTube, com o Google liderando a lista.

O Facebook também foi a consulta mais pesquisada no Google, seguida novamente pela plataforma de compartilhamento de vídeos YouTube.

Esses números provam que os quatro bilhões de usuários ativos de internet recorrem às plataformas de mídia social todos os dias.

À medida em que os consumidores passam mais tempo nas mídias sociais, as plataformas também se tornam a principal fonte de informações sobre produtos e marcas.

Com mais de 60 milhões de páginas do Facebook , as marcas estão atingindo milhões na plataforma de mídia social.

No mesmo relatório foi revelado que as postagens na página da marca no Facebook atingem 10,7% a mais pessoas do que o número atual de seguidores. Também foi revelado que 4,2% de todos os usuários do Facebook que vêem uma postagem na página do Facebook se envolvem com ela – seja lendo um status, curtindo uma postagem, assistindo a um vídeo ou clicando em um link.

Leia mais  Pizzaria da Zona Norte de São Paulo se destaca por qualidade e sabor

O Twitter também oferece efeitos semelhantes nas empresas que usam a plataforma. Segundo o Twitter , a principal razão para as pessoas acessarem o Twitter é “descobrir algo novo e interessante”.

A plataforma também tem cinco vezes mais chances de oferecer novos vídeos aos usuários do que qualquer outra fonte. A intenção dos usuários de encontrar algo novo, juntamente com o design da plataforma para oferecer novas descobertas, permite maior recordação e conscientização da marca.

Efeitos das mídias sociais na fidelidade à marca

Uma pesquisa de 2017 com 5.700 profissionais de marketing revelou que 69% estão desenvolvendo fãs leais para suas marcas por meio do marketing de mídia social.

Na mesma linha, 66% dos usuários entre 18 e 24 anos são mais leais às marcas que seguem nas mídias sociais, enquanto 60% dos jovens de 25 a 34 anos preferem os negócios que seguem no Facebook, Twitter e Instagram.

Uma pesquisa recente feita pela Salesforce confirmou a relação entre o uso de mídias sociais pelas pequenas empresas e a fidelidade entre sua comunidade de seguidores: 60% dos entrevistados afirmaram que seguiam as empresas com as quais compram regularmente serviços no Facebook.

Além disso, 54% deles disseram acreditar que as empresas que se envolviam com clientes e seguidores no Facebook estavam mais focadas em fornecer um serviço melhor do que aquelas que não o faziam.

Efeitos das mídias sociais nas vendas

A “We Are Social 2018 Global Overview” relatou que 17% da população mundial faz compras on-line e paga suas contas digitalmente.

Economias fortes como o Reino Unido (78%), Coréia do Sul (74%), Alemanha (74%), Suécia (70%) e EUA (69%) têm a maior penetração de e-commerce ou porcentagem da população que tem comprado on-line.

Curiosamente, como a maior porcentagem de usuários – com idades entre 18 e 34 anos – tem o maior poder de compra, é provável que façam uma compra com a influência das mídias sociais.

Um estudo da Nielsen encomendado pelo Twitter revelou que um em cada quatro novos compradores de veículos nos EUA usou o Twitter .

E você, está esperando o que para investir ainda mais nesse nicho?

Quem é Clécio Ribeiro?

Saiba mais sobre o nosso colunista sobre branding AQUI!