Um clube que se reencontrou no Goianão

Sob a presidência do visionário Alexandre Godoi, Goiânia Esporte Clube pode se destacar também nacionalmente

Sob administração de Alexandre Godoi, Goiânia E.C voltou a ser competitivo.

Os últimos anos têm sido históricos para o Goiânia Esporte Clube. Em 2018, o time subiu para a Série A do campeonato goiano depois de 11 anos de performances medianas na Divisão de Acesso. De volta à disputa de elite regional em 2019, fez ótima campanha e chegou à semifinal contra o Goiás, consagrando-se como um dos destaques da competição daquele ano.

Um dos responsáveis por essa virada de jogo é Alexandre Godoi, jovem empresário que acumula experiência como diretor e conselheiro de diversas empresas de consumos e serviços, além de ocupar a presidência da≈≈ Aprovec, uma companhia de proteção veicular com mais de 11 anos de atuação e presente em quatro estados e no Distrito Federal. Inclusive, é possível que alguns o reconheçam como apresentador do Auto Motor, um dos programas automobilísticos mais tradicionais do SBT.

Godoi confia que Goiânia E.C. também pode fazer boa campanha no Campeonato Brasileiro.

Todo esse apetite empreendedor veio a calhar no futebol, especialmente para um time que era fragilizado em suas estruturas mais básicas, com vestiários sucateados e até sem campo para treinar. Tendo assumido a diretoria do Goiânia E.C. em 2018, quando o clube completava 80 anos de fundação, Godoi reorganizou a casa: refez o gramado, reformou vestiários e asfaltou o centro de treinamento. Foi o ponto de partida para tornar realidade o sonho dos torcedores de voltar a vibrar com uma equipe competitiva em campo. Já em 2020, aos 35 anos, Godoi foi eleito presidente do clube, abrindo uma década promissora mesmo após o alvinegro ter retornado à Série B regional.

Leia mais  Fianza prevê crescimento recorde no segundo semestre por conta da crise atual

Num primeiro momento, a missão para 2022 é trazer o Goiânia E.C. novamente para a série A do Goianão. Mas os planos não param por aí: com a recente boa fase, o novo presidente já percebeu que agora também é o momento de conquistas nacionais, prometendo não economizar esforços para subir nas divisões do Brasileirão.

E alguém duvida? Se quatro anos atrás quase ninguém diria que o time que carrega o nome da capital se reencontraria como uma referência de futebol em Goiás, hoje é difícil questionar a capacidade de planejamento e da visão de longo prazo da gestão de Godoi. Goiânia agradece, tanto o clube quanto a cidade.