Acne solar: saiba como tratar essa doença típica do verão

Tratamento é eficaz, mas merece cuidados e atenção

Para grande parte da população, o começo do ano é sinônimo de diversão ao ar livre, principalmente em praias e clubes. Porém, a exposição ao sol pode ser um perigoso vilão para a pele. Além dos transtornos mais conhecidos, uma das principais doenças desta época do ano é a Acne Solar.

O dermatologista Fábio Gontijo, comenta que, em algumas pessoas, após passar um longo período exposto ao sol, podem surgir lesões semelhantes a acne, porém com causas um pouco diferentes. Esse fenômeno pode assustar quem passa pelo problema. “Essas lesões surgem após exposição excessiva ao sol e costumam aparecer mesmo após o uso do protetor solar. Exatamente por isso, muita gente se assusta achando que está com alguma alergia ou doença mais séria”, completou.

No entanto, o especialista destaca que a Acne Solar nada mais é que uma reação ao próprio produto utilizado para se proteger do sol, mas da forma incorreta. “Esse é um dos riscos mais comuns de se utilizar dermocosméticos sem indicação médica”, destacou.

O que acontece é que existem diversos tipos de protetores solares: para pele mista, oleosa, seca e etc. Enquanto isso, durante a estação mais quente do ano, naturalmente o corpo produz mais suor e glândulas sebáceas. “A mistura entre o protetor solar inadequado e o espessamento da pele causado pelo sol podem causar a temida Acne Solar”.

Leia mais  Envelhecimento do nariz: procedimento repara danos causados pelo fator idade

Outro sintoma comum desse problema pode ser a coceira. “Além da estética, essa condição causa muito incômodo devido às inflamações e lesões que podem surgir”.

Como tratar?

Os tratamentos para a acne solar são semelhantes ao da acne comum. É necessário ter uma rotina de cuidados com a pele para prevenir e/ou tratar o surgimento da doença. “O principal fator que contribui para a acne solar é o uso de cosméticos sem prescrição. Portanto, a melhor forma de prevenção é a consulta regular com especialista e também o cuidado ao adquirir produtos. Sempre opte pelas marcas de confiança”, indicou.

Caso seja vítima da acne solar, o ideal é lavar o rosto ou o tronco com sabonete específico. “A ida ao dermatologista também é importante para encontrar os produtos adequados que irão inibir o avanço da doença. Lavar a região com qualquer sabonete, por exemplo, pode piorar o quadro. Outra dica importante é ter sempre em mãos um gel de limpeza que diminua a oleosidade, principalmente no verão”, orientou.

Fonte: Dr. Fábio Gontijo, Médico Dermatologista, formado pela UFMG em 2009, Dermatologista Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologista (SBD), Especialista em Oncodermatologia pelo Hospital Albert Einstein, com MBA em Gestão em Saúde pela FGV. Contato: www.fabiogontijo.com.br ou @dr.fabio.gontijo no Instagram.