E-book “A Revolta dos CNPJs” reflete sobre inércia de empreendedores frente às dificuldades impostas pelo Estado

Livro digital, de autoria de Joe Santos, CEO da Sopantufa, é vendido na Amazon

O empreendedor brasileiro encontra uma série de dificuldades criadas pelo Estado. Para se ter uma ideia, em uma lista com 190 países, o Brasil ficou em 175º lugar no quesito facilidade de abrir uma empresa. Manter o negócio também não é fácil, devido a altas cargas tributárias. O E-book “A Revolta dos CNPJs” , de Joe Santos, propõe uma reflexão sobre isto.

Joe acredita que é parte do seu trabalho, até da sua missão, refletir sobre a estrutura econômica que serve de base para o mercado nacional, bem como pensar em soluções para os eventuais aspectos que, na sua concepção, inibem o crescimento deste mercado, independentemente do segmento que se atue. E essa reflexão que o autor propõe no livro digital

Para ele está muito claro, que se não forem, os empresários liderarem uma verdadeira revolta (ou, quem sabe revolução) capaz de transformar os processos que tanto limitam as nossas chances de sucesso, ninguém o fará. Mas o que sempre chama a atenção do autor é: a inércia das pessoas jurídicas frente a tantas dificuldades e burocracias há tempos impostas e instaladas pelo Estado como mecanismo de controle e, pior, como fonte inesgotável ( e corrompida) de arrecadação.

Leia mais  Novidade em Olímpia: Um novo resort, o Hot Beach Suites, o 1º no modelo de multipropriedade do Grupo Ferrasa

“Na prática somos paulatinamente taxados nas mais diversas frentes e, ainda que estivéssemos ou estejamos de acordo com as quantias voluptuosas entregues aos Estado por acreditar que contribuir é nossa responsabilidade, a verdade é que não sabemos que fim terão. Se, por um lado, nos falta capacidade de acompanhar e controlar a aplicação destes recursos, por outro, nos sobra certeza de que vão se perder do meio do caminho”, pondera no e-book.

Ele acredita que Imagino, então, que não deve ser o único empresário e empreendedor frustrado diante dessa realidade. “Particularmente, acredito, que sim, é necessário que haja uma taxação, de forma que gere arrecadação e, consequentemente, investimentos sustentáveis em bens sociais. No entanto, a grosso modo, é o meu dinheiro , fruto do meu trabalho que está sendo legalmente removido via taxação e, possivelmente, ilegalmente desviado de seus fins e destino originais bem debaixo dos meus olhos”, argumenta na obra.

Preço na Amazon:
R$ 24,99

Idioma ‏ : ‎ Português
Data: 4 maio 2021
Tamanho do arquivo ‏ : ‎ 545 KB
Número de páginas ‏ : ‎ 308 páginas