Peelings faciais por Dra Ana Paula Quinteiro

O peeling facial é um dos principais procedimentos por trás da boa estética facial. Essa é uma das técnicas por trás do rejuvenescimento da face.

A palavra peeling é originada do inglês to peel, que significa descamar ou descascar.

O objetivo do procedimento, que é um método seguro e eficaz, é renovar as células da pele por meio da descamação, além de ser um dos procedimentos estéticos mais procurados no Brasil.

O peeling para pele é um tratamento não invasivo muito eficaz para rugas, manchas, marcas de expressão, cicatrizes de acne e até mesmo para controle da oleosidade.

Este protocolo pode ainda reverter alguns quadros, como perda de elasticidade e sinais de envelhecimento precoce.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o procedimento pode ser de dois tipos: o peeling químico ou físico.

O peeling físico se dá por meio de agentes que induzem a descamação mecânica, desde pequenos equipamentos e cremes abrasivos até aparelhos que realizam uma microabrasão na pele por fluxo de cristais – peeling de cristal – ou de pontas de diamantes – peeling de diamante.

Alguns dos benefícios podem ser observados logo após uma única aplicação.

Já o peeling químico é feito com a aplicação de agentes químicos, como os ácidos Salicílico, Glicólico, Tricloracético e Retinoico, por exemplo, que removem as camadas superficiais da pele para que depois ela se regenere com uma aparência melhor.

O peeling superficial atinge apenas a epiderme e é indicado para o tratamento de manchas e melasma, além de prevenir cravos e espinhas.

Já o peeling médio é indicado para amenizar rugas e marcas mais profundas.

Muito eficaz para peles maduras e na correção de sinais de acne.

O peeling profundo é feito em clínicas, com acompanhamento necessário para garantir que a química utilizada não caia na corrente sanguínea do paciente e também para que ele não sinta dor durante o procedimento.

.

Quais são os benefícios do peeling facial?

Os benefícios da realização do peeling facial tendem a ser percebidos na primeira sessão, apresentando um resultado final satisfatório dependendo do número de sessões indicadas.

Uma vez feita a técnica, há a estabilização da saúde da pele, considerando o processo de alteração patológica e de oxidação do envelhecimento, que influencia diretamente em sua aparência.

Entre as principais vantagens do peeling no rosto estão:

• Rejuvenescimento facial fisiológico;

• Diminuição das células mortas na superfície da pele – fazendo com que as células novas das camadas profundas sejam libertadas;

• Amenização das rugas e linhas de expressão;

Leia mais  Lipoaspiração Cervical: Simplicidade, Critérios e a Importância do Especialista

• Eliminação de manchas e cicatrizes de acne;

• Redução de cicatrizes inestéticas;

• Diminuição de pigmentação da pele por doenças;

• Tratamento da acne e melasma;

• Fechamento de poros dilatados.

O rejuvenescimento facial proporcionado pelo peeling facial é concluído em cerca de um mês. Dessa forma, quando retiramos a camada envelhecida e oxidada, terapias nutritivas são capazes de penetrar de forma mais eficiente e assim, haver a melhor percepção dos benefícios, de uma pele mais hidratada, homogênea suave e viçosa.

Qual o número de sessões indicado?

O número de sessões indicadas, assim como o tipo de peeling a ser realizado, vai variar de acordo com o tipo de pele do paciente e quanto às necessidades do caso.

Em peles normais e secas, o peeling é indicado uma vez por mês, isso considerando a sensibilidade da pele por terem um tecido mais fino. Já em peles mistas a oleosas, a periodicidade indicada é de 1 a 2 vezes por semana, uma vez que a pele é mais gordurosa, mais grossa e tende a reter mais células mortas e produzir mais secreção.

O tempo de regeneração da pele varia quanto à técnica utilizada. Em peelings superficiais o tempo normalmente é de 5 dias, enquanto em métodos mais profundos, a pele leva em torno de 30 a 45 dias para a sua recuperação total.

Peeling facial , quais os cuidados necessários?

O peeling, assim como qualquer outro tipo de procedimento de estética facial, requer alguns cuidados para evitar complicações e proporcionar um resultado satisfatório e uma recuperação mais tranquila.

Diante a aplicação de agentes químicos é muito importante saber prepará-la para receber os agentes químicos, realizando posteriormente uma limpeza profunda da pele, removendo assim impurezas, resíduos e o excesso de oleosidade.

No decorrer do tratamento, é muito importante o uso do filtro solar é muito importante, isso considerando que o peeling irá deixar a pele mais sensível e assim, mais expostas aos raios solares. Com isso, opte por usar um protetor solar para peles sensíveis de pelo menos 30 FPS entre e após as sessões.

Depois da sessão de peeling, também é indicado fazer o uso de sabonetes neutros nos primeiros dias da realização do procedimento, além de manter uma skin care em dia, contando com uma boa limpeza e uma boa hidratação. Depois do peeling químico, deve-se evitar a exposição solar para que a pele não seja agredida ainda mais.

Ana Paula Quinteiro;  Instagram @dra_anaquinteiro; Mestra em Odontologia; Especialista em Harmonização Orofacial, Coordenadora de Cursos de Harmonização Orofacial @ioaitcsaopaulo e @modelartsolucoes