As 12 competências da Inteligência Emocional por Paulo Alvarenga (P.A.)

Descubra como desenvolver equipes e organizações

Você sabe qual é o maior segredo de uma liderança de sucesso?

Esse é um questionamento que deveria habitar na cabeça de todo líder, gestor ou profissional de RH que almeja atingir a alta performance, afinal de contas, um time ou organização sem um bom líder está à mercê do fracasso e insucesso.

Há mais de 20 anos atuando no mundo corporativo com o desenvolvimento de CEOs, líderes, gestores, empresários e profissionais de RH por meio de mentorias e team buildings, me deparei com todo tipo de líder e, ao longo desses anos, consegui mapear e identificar o que realmente promove o sucesso de times e organizações.

Posso afimar sem receio algum que o maior segredo de uma liderança de sucesso está no equilíbrio entre a Inteligência analítica, popularmente chamada de Q.I., e a Inteligência Emocional (I.E.).

 

Pressupor que Inteligência Emocional é apenas ser gentil ou cordial com as pessoas é enganar seu desenvolvimento como líder.

É por isso que no artigo de hoje quero compartilhar com você as 12 competências da I.E. que, segundo Daniel Goleman, professor de Harvard e maior referência no mundo, representa mais de 85% do sucesso profissional para quem exerce qualquer cargo de liderança.

Aprimorar a I.E. é fundamental para seu papel como líder. E, para as organizações, incentivar essa competência entre os colaboradores resulta no desenvolvimento e crescimento da própria empresa.

  • Você sabe quais são essas 12 competências?
  • E quais precisa melhorar em você e no seu time?

 

De acordo com o próprio Daniel Goleman, a I.E. pode ser dividida em quatro pilares que abrangem 12 competências diferentes. São elas:

Pilar 1 – Autoconhecimento

 

#1 Autoconhecimento emocional

 

Pilar 2 – Gestão Pessoal

 

#2 Controle emocional

#3 Adaptabilidade

#4 Autoconhecimento

#5 Visão otimista

 

Pilar 3 – Consciência Social

 

#6 Empatia

#7 Consciência organizacional

 

Pilar 4 – Gestão de Relacionamentos

 

#8 Influência

#9 Coach e mentor

#10 Gestão de conflito

#11 Trabalho em equipe

#12 Liderança inspiradora

 

A boa notícia é que todas essas 12 competências podem ser adquiridas e desenvolvidas, permitindo que você tenha um desempenho excelente em sua liderança.

 

Avaliar essas competências na sua cabeça pode lhe dar uma ideia de quais são os seus pontos fortes e fracos e quais precisa desenvolver.

 

Mas, deixá-las de lado ou ignorá-las, é afirmar a si mesmo que não quer se tornar um líder forte e eficaz.

Leia mais  O que é coaching e o que é coach?

 

Já faz um bom tempo que o Q.I. (quociente de inteligência) deixou de ser a melhor forma de avaliar as competências e capacidades de qualquer pessoa. Ter apenas um bom Q.I. não significa que você será um profissional e líder de sucesso.

 

Já presenciei muitos líderes com ótimos currículos e com níveis de inteligência fora do comum, mas engatinhando no que dizia respeito a I.E.

 

Hoje, é a Inteligência Emocional que faz diferença e, onde sem dúvida, se encontra os 50% do sucesso de todo líder.

 

Se você ainda não se questionou sobre que tipo de líder é, essa reflexão vai te ajudar a expandir a consciência para começar a ter clareza sobre o seu real papel.

 

Comece se fazendo algumas perguntas:

 

  • Você empodera seus liderados a tomarem decisões ou centraliza todos os processos e tarefas em si mesmo?

 

  • Estabelece relações de confiança ou cultiva a falta de transparência?

 

  • Tem em mente seu propósito como líder ou lidera sem saber o porquê?

 

  • Coloca atenção ao nível de engajamento do seu time ou eles trabalham sem motivação alguma?

 

  • Sua liderança tem mais foco em tarefas ou em desenvolver pessoas?

 

Esses questionamentos vão ajudá-lo a perceber se você tem conduzido sua equipe com I.E., ou, se ao invés disso, centraliza tudo em si mesmo e espera que eles alcancem o resultado que você deseja.

 

Ou, de maneira ainda pior, se você contribui na criação de um ambiente tóxico e sem segurança psicológica.

 

As 12 competências da Inteligência Emocional vão além da sociabilidade, da sensibilidade e da qualidade de ser agradável com as pessoas.

 

Precisamos assimilar que, aprimorar, fortalecer ou desenvolver essas competências exigem tanto comprometimento quanto o desenvolvimento da inteligência analítica.

 

Para atingir o sucesso, líderes precisam desenvolver um equilíbrio entre inteligência analítica e emocional, já que inúmeros estudos mostram essa relação de equilíbrio para uma liderança visionária.

 

Liderar um time e uma organização vai além de números e Q.I.

 

Bem-vindos à Era Emocional!

 

Se você quiser saber como desenvolver ou fortalecer as 12 competências da I.E. e se tornar um líder inspirador, conheça a metodologia do Curso Matriz das Emoções e faça parte da próxima turma que começa no dia 21/09/2020.

 

Para saber mais, clique aqui.

 

Um abraço,

 

Paulo Alvarenga (P.A.)

CEO & Founder da Mastersoul