Os Segredos que sustentam Líderes de Alta Performance

Se você não é líder, com certeza é liderado por alguém, ou, deseja se tornar um líder.

E como ser um verdadeiro líder em tempos tão difíceis? Como sustentar uma gestão de performance ou se tornar um líder nesse cenário tão desafiador?

Essa é a resposta de um milhão de dólares como costumam dizer, mas não, o que trago aqui são segredos construídos em mais de 20 anos de experiência treinando líderes, executivos, empresários e organizações em alta performance.

No artigo de hoje, vamos falar sobre os segredos que sustentam líderes de alto desempenho, os atributos necessários para se tornar esse líder, e como construir uma liderança de performance mesmo inserido num cenário desafiador.

Acompanhe:

  • O que é primordial para ser um líder no contexto atual
  • Quais são os atributos de um líder que mantém a alta performance
  • Como agir com um colaborador tóxico e impedir que ele contamine a equipe
  • O segredo da liderança de alta performance para 2021

 

O que é primordial para ser um líder no contexto atual?

Estamos vivendo um momento como sociedade em que tudo se transforma de forma ágil e, por certo, como estamos inseridos nessa sociedade, isso também nos afeta: líderes, equipes, empresas e organizações.

 

E é exatamente isso o que se torna primordial para um líder que gerencia nesse contexto: criar agilidade na liderança. E o que isso significa?

Fazer mais com menos, sejam menos recursos, menos colaboradores, menos tempo. É fazer com mínimo esforço e máximo efeito.

Trazendo para o dia a dia de um líder: é fazer sprinting semanal em termos de planejamento com a equipe, criar um acompanhamento constante e proximidade com os liderados, metas menores para acompanhar os OKRs etc.

Para construir uma liderança ágil é necessário que o líder desenvolva antes de tudo, outra competência:

A capacidade de criar um ambiente em que o time se sinta à vontade para errar sabendo que não será punido, o que chamo de ambiente psicologicamente saudável. Onde ele pode errar, sem precisar colocar o erro para debaixo do tapete.

Justamente porque numa liderança ágil se incentiva errar rápido para aprender rápido! Isso é ser ágil. Ser ágil não é ser apenas veloz.

Em tempos de constantes mudanças, construir uma liderança ágil é o fator primordial para acompanhá-las sem perder o foco em resultados.

Quais são os atributos de um líder que mantém a alta performance?

 

Seja em início de gestão ou com anos de liderança, todo líder comete erros.

O que também faz de um líder, uma pessoa inspiradora, é saber reconhecer e admitir que também erra como qualquer um.

Para ter resultados melhores em sua liderança e manter a alta performance, elimine esses três erros e veja como irá conseguir sustentar seu desempenho:

#Erro 1  – Não saber gerenciar mudanças

Passados mais de um ano de crise, a única certeza que temos são as mudanças e, por isso, esse tempo nos mostrou uma real necessidade de saber gerenciá-las, já que elas acontecem a todo o momento, e são necessárias.

E como lidar com isso? Sempre explique o porquê de cada mudança aos seus liderados, o porquê do objetivo de cada tarefa, alinhe as expectativas sobre o desempenho do time.

Uma mudança exige transição comportamental, porque uma mudança é sempre para trazer mais resultados, mas a transição é comportamental e, até isso, deve ser alinhado com a equipe.

Mudanças significam novos hábitos. Comunique-se com seu time.

#Erro 2 – Negligenciar o emocional da sua equipe

Todos nós, líderes, colaboradores e empresas tiveram a chance de perceber nesse último ano a importância da saúde mental.

E são exatamente os líderes que criam ambientes tóxicos, mas a liderança existe para inspirar as pessoas ao redor e não parar piorar ou dificultar a vida do liderado.

Um líder tem que buscar sempre melhores resultados, isso é um fato, mas quando uma liderança não foca em pessoas e foca somente em resultados, constrói aquilo que chamo de ambiente psicologicamente tóxico, e o objetivo do líder é ser inspirador e transformar ambientes tóxicos em saudáveis e não o contrário.

Pessoas não gostam quando são tratadas de forma mecânica, como números, então, quando um líder ignora e negligencia as emoções de seus colaboradores, ele contribue para reproduzir esses ambientes tóxicos.

Leia mais  Liderança feminina por Paulo Alvarenga (P.A.)

O líder precisa olhar para seu time e para aquilo que eles mais precisam no momento, criando um ambiente onde as pessoas se sintam saudáveis.

#Erro 3 – Negligenciar as pequenas conquistas do time

Se o time bateu uma meta pequena, se fez um trabalho bem-sucedido, se superou, o líder precisa reconhecer o trabalho dos colaboradores, isso é também uma forma de estabelecer um ambiente saudável.

Um líder não pode passar a mensagem ao seu time de “você não fez mais do que sua obrigação”, isso é péssimo. Um líder que reconhece seus colaboradores cria uma relação de troca genuína e abre espaço para feedbacks.

Como agir com um colaborador tóxico e impedir que ele contamine a equipe

Seja por insatisfação ou desmotivação do liderado, o líder, antes de tudo, precisa agir com transparência e contínuo alinhamento com esses colaboradores, seguindo os valores estabelecidos com o time.

Por isso, quando você começa a liderar uma equipe, é você quem tem que estabelecer os acordos de convivência com essa equipe, é você quem tem que estabelecer os valores importantes e definir o sonho dessa equipe, um objetivo claro, aliado à comunicação e alinhamento constantes.

Porque quando você percebe que dois, três ou mais liderados agem de forma tóxica, existe aí um grande problema na sua liderança. Isso mesmo, você não leu errado, o problema está na sua liderança.

Quando alguém faz fofoca, tem uma atitude tóxica, coloca um contra o outro e nada acontece, transmite ao resto do time a ideia de que: aqui não existe diferenciação, meritocracia ou gestão de consequência.

Porque se o líder permite que isso aconteça, o problema está na “ponta”, na gestão. E aí, você, líder, deve se questionar:

 

“O que eu estou fazendo ou deixando de fazer para isso acontecer?”

É função do líder desenvolver pessoas, dar feedbacks constantes, inspirar, trazer objetivos comuns, fazer alinhamento, comunicar, corrigir a rota, direcionar, aprender com o time, ter humildade para reconhecer que erra.

Então, quando o líder faz a lição de casa, não tem como dar errado, e se der, ele precisa assumir a responsabilidade da liderança.

Lembre-se: um líder existe para facilitar a vida das pessoas.

O segredo da liderança de alta desempenho em 2021

O home office gerou muito estresse, tirou o “chão” de líderes e gestores, e isso também vale para colaboradores.

Passaram a trabalhar em casa, em jornadas maiores, a grande maioria sem estrutura, tendo que gerir o lar, o homeschooling dos filhos e liderar o time à distância. Mas a maior de todas as mudanças, e dificuldades enfrentadas nesse período não se chama gestão remota, e sim: confiança.

Líderes de todas as empresas, de todos os setores, ganharam a oportunidade de desenvolver mais confiança em seu time, e são justamente aqueles que abandonaram o controle e a vigilância que conseguiram manter a performance.

É desafiador, mas o controle excessivo gera resultados muito piores. E por onde deve começar então um líder que tem dificuldade de confiar em seu time?

A gente só desenvolve confiança sendo nós mesmos, tendo proximidade, dando direção, reconhecendo os erros, focando num sonho comum.

O líder precisa estar mais próximo, não para controlar, e sim para ser mais eficiente em gestão de tempo, criando rotinas que funcionem para gerar comunicação constante e evitar a reprodução de ambientes tóxicos.

Nos últimos cinco anos, venho estudando profundamente os ambientes tóxicos e como transformá-los em psicologicamente saudáveis, criando programas de inteligência emocional para líderes, executivos, empresários, pois o segredo para manter uma gestão de performance em 2021 está além da construção de confiança, na Inteligência Emocional.

 

Quer construir e sustentar uma liderança de alta performance em 2021 desenvolvendo as competências da Inteligência Emocional de maneira efetiva durante quatro meses para se tornar um Líder Especialista em Alta Performance Emocional?

Clique aqui e se surpreenda com seu poder de transformação.

 

Um abraço.

 

Até a próxima semana,

 

Paulo Alvarenga (P.A.)

CEO & Founder da Mastersoul