Conheça a Amazonika Mundi

Já pensou em ter sabor, saúde e sustentabilidade simultaneamente em sua alimentação? Sim, é possível cuidar do corpo e do meio ambiente sem abrir mão de sabor e prazer ao comer. Acreditando nisso, os irmãos Rosolem, Thiago (CEO) e Bruno (Diretor Comercial) fundaram a food tech Amazonika Mundi. Ela produz alimentos 100% plant based – ou seja, feitos  apenas  de  plantas  -,  sem  conservantes,  transgênicos  ou  gorduras  trans.  Pelo contrário, os produtos AMZK Mundi são ricos em nutrientes!

 

A  empresa  revolucionou o mercado alimentício com duas inovações: a carne de fibra de caju e a utilização de especiarias originárias da Floresta Amazônica, maior bioma do Brasil e  um  dos  maiores  do  mundo.  Tudo  isso,  de  maneira  ambientalmente  e  socialmente responsável.   Sem   exploração   de   força   de   trabalho,   sem   sofrimento   animal,   sem desmatamento, mas com muito sabor.

 

Carne de… caju?

Todos  os  anos,  aproximadamente 650 mil toneladas de bagaço de caju são descartadas pela  indústria  da  cajucultura  –  principalmente  na  produção  de  suco.  Thiago  Rosolem, impactado  por  essa  realidade,  iniciou  um  minucioso  trabalho  de  pesquisa,  procurando maneiras de aproveitar o bagaço, rico em fibras, para produzir alimentos. Uma nutritiva e versátil  solução  foi  desenvolvida:  a  carne  de  fibra  de  caju,  feita  a  partir  da  liofilização (processo de desidratação por sublimação) do bagaço da fruta.

 

Utilizando-se essa carne vegetal como base, foram criados os três primeiros alimentos da food tech: Amazonika Burger, Almôndega Amazonika e Siriju. Desde então, a Amazonika Mundi já lançou outros sete produtos. Conheça a linha completa:

 

Amazonika Burger, Almôndega Amazonika e Carne Moída Amazonika

Consistência,  sabor  e  aroma  semelhantes  aos  da  proteína  bovina.  Os  três  possuem  a mesma formulação, mas formatos diferentes, para você escolher o que mais se adequa à sua receita.

 

Siriju

Bolinho 100% vegetal cujo sabor é comparado ao de um bolinho de siri. Siri + Caju = Siriju! Ele é macio por dentro e crocante por fora. Todo mundo ama!

 

Falafel e Falafel Burger

O tradicional bolinho maravilhoso da gastronomia árabe, mas com um toque de sabor da

Amazônia: Óleo de Sacha Inchi. Temos no formato tradicional e hambúrguer.

 

 

Quinoa e Quinoa Burger

Com quinoa preta, vermelha, branca e tucupi preto – espécie de shoyu indígena -, ele arrasa corações! Temos no formato tradicional e hambúrguer.

 

Feijuca

 

 

Bolinho de feijoada 100% vegetal, com direito até a bacon vegano. Espetacular!

 

 

Kafta Amazonika

 

 

Assim   como   o   Falafel   AMZK,   é   uma   adaptação   da   deliciosa   gastronomia   árabe. Saborosamente  temperada  e  suculenta  como  a  receita  original  do  Oriente  Médio,  mas

100% vegetal.

 

 

 

Sabores da Amazônia

Leia mais  Chatbots na educação: startup usa a tecnologia para criar trilhas de aprendizagem

Entre  os  ingredientes  dos  alimentos  da  food  tech,  estão  oito  especiarias  da  Floresta Amazônica: Tucupi preto, pimenta indígena Assîssî, extrato de açaí, feijão-manteiguinha de Santarém, urucum, farinha d’água de Bragança, óleo de sacha inchi e óleo de patauá.

 

Elas  são  produzidas  por  indígenas  e  ribeirinhos da Amazônia, pequenos produtores que praticam extrativismo sustentável e lucram com o trabalho, fortalecendo a economia local. Para garantir que as trocas comerciais são socialmente responsáveis e que o ecossistema não  está  sendo  prejudicado,  tudo  é  monitorado  pela  rede  Origens  Brasil  e  pela  ONG Imaflora.

 

A Amazonika Mundi é completamente contra explorar a força de trabalho de uma população vulnerável e contra extrair recursos naturais de maneira a agredir a natureza. Pelo contrário, a  food  tech  oferece  uma  fonte  de  renda  justa  para  produtores  indígenas  e  ribeirinhos, fortalecendo  dezenas  de  famílias.  Produtores,  estes,  que  conhecem  a  Amazônia  como ninguém e cultivam alimentos respeitando o tempo e os limites da natureza.

 

  1. Famílias da Floresta Amazônica positivamente afetadas pela produção de:

 

 

–     Pimenta Assîssî: 87

–     Óleo de Patauá: 36

–     Extrato de açaí: 18

–     Óleo de sacha inchi: 500

 

 

 

  1. Área da Amazônia conservada pela produção de (km2):

 

 

–     Pimenta Assîssî: 3.97 MI

–     Óleo de Patauá: 123

–     Extrato de açaí: 206

–     Óleo de sacha inchi: 750

 

 

 

P&D: Evolução e inovação constantes

A AMZK reconhece a importância de realizar estudos minuciosos e constantes acerca de insumos vegetais e seu potencial no mercado alimentício. Por este motivo, as pesquisas da empresa  se  estendem  além  da  fibra  alimentar  de caju. No momento, estão sendo feitos estudos  com  o  cogumelo  Yanomami,  fungo  nativo  da  Amazônia,  e  a  aquafaba,  líquido derivado do cozimento de leguminosas – como feijão e lentilha.

 

 

A food tech produz uma aquafaba à base de grão-de-bico com shelflife de 12 meses e está desenvolvendo uma maionese plant-based à base dela. Em receitas veganas, caseiras ou industriais,   já   é   comum   que   se   utilize   aquafaba  como  substituta  do  ovo,  por  sua consistência. É possível produzir bolos, biscoitos, marshmallows, mousses e brownies com aquafaba ao invés de ovo.

 

 

 

Onde nos encontrar

Nas prateleiras de mercados

Você    encontra    caixinhas    com    nossos    produtos    congelados,    ou,    em    alguns estabelecimentos,   pratos   pré-prontos   congelados  produzidos  com  insumos  Amazônia Mundi.

 

Nos pedidos

Vários  restaurantes  –  de  saladerias  a  hamburguerias  –  utilizam  nossos  insumos  para produzir algumas das receitas do cardápio. Pratos deliciosos!

 

Confira os pontos de venda em https://amazonikamundi.com.br/onde-encontrar/ Nos siga no Instagram: http://instagram.com/amazonikamundi